terça-feira, 14 de março de 2017

CRÔNICAS DA TORMENTA - AVENTURA 03 - O TEMPLO SUBMERSO

Olá Mestres e jogadores de Dungeons & Dragons!!!
Eis aqui o relato da minha campanha de D&D 4E ambientado no cenário de Tormenta.

- Sessão 00: Introdução à Campanha 
- Aventura 01: Escamas Brancas
- Aventura 02: FORMIGAS!!!

A MISSÃO

Atendendo a uma convocação do reino de Tyrondir, quatro aventureiros chegam até o porto do Vilarejo de Questor afim de se juntarem ao exército do Reinado para enfrentarem um possível avanço do exército goblinóide da Aliança Negra. Após algumas provações, o grupo recebe sua primeira missão oficial: retomar um antigo templo dedicado ao deus Grande Oceano que foi dominado por um vilão conhecido como Cardeal Kakershal.

OS HERÓIS

- Ikky Windfey. Meio-Elfo Híbrido (Bruxo/Lâmina Arcana)
- Sendril. Humano Battlemind
- Mhalgor El-Anor Drow Patrulheiro
-
Valéria Humana Clériga


A HISTÓRIA

1. Após eliminarem o crocodilo albino gigante que atacava os pescadores locais e livrarem uma fazenda de um problema envolvendo formigas gigantes, os heróis chamam a atenção do prefeito John Questor que resolveu contratá-los para uma missão. O prefeito conta a história de um antigo templo dedicado ao deus Grande Oceano localizado em uma ilhota próxima. Há alguns anos, os sacerdotes resolveram invocar um guardião para o templo, porém a criatura que eles invocaram (que se alto proclamou Cardeal Karkeshal) se voltou contra eles dizendo que os sacerdotes eram indignos de servir ao deus dos mares pois eles era "criaturas da terra seca". Após eliminá-los e expulsar os sobreviventes, o Cardeal Karkeshal tomou o local para si. O prefeito deseja que os heróis eliminem o Cardeal e retomem o templo.


quarta-feira, 16 de novembro de 2016

CRÔNICAS DA TORMENTA - AVENTURA 02 - FORMIGAS!!!

Olá Mestres e jogadores de Dungeons & Dragons!!!
Eis aqui o relato da minha campanha de D&D 4E ambientado no cenário de Tormenta.

- Sessão 00: Introdução à campanha 
- Aventura 01: Escamas Brancas

A MISSÃO

Atendendo a uma convocação do reino de Tyrondir, quatro aventureiros chegam até o porto do Vilarejo de Questor afim de se juntarem ao exército do Reinado para enfrentarem um possível avanço do exército goblinóide da Aliança Negra. Para que os heróis se provem capazes de auxiliarem do exército do Reinado, eles continuam investido em resolver alguns problemas locais.

OS HERÓIS

- Ikky Windfey. Meio-Elfo Híbrido (Bruxo/Lâmina Arcana)
- Sendril. Humano Battlemind
- Mhalgor El-Anor Drow Patrulheiro
-
Valéria Humana Clériga


A HISTÓRIA

1. Após eliminarem o crocodilo albino gigante que atacava os pescadores locais, os heróis chamaram a atenção de um velho halfling que os pede auxílio para resolverem um problema em sua fazenda. Suas plantações estão sendo devastadas por formigas.

2. Levados até a fazenda pelo halfling, os heróis estranham a pequena aglomeração de curiosos no local e descobrem que tais formigas não são formigas comuns, são formigas GIGANTES! Eles se aproximam com cautela para eliminar algumas delas que estão perambulando pela fazenda.



quinta-feira, 27 de outubro de 2016

CRÔNICAS DA TORMENTA - AVENTURA 01: ESCAMAS BRANCAS

Olá Mestres e jogadores de Dungeons & Dragons!!!
Eis aqui o relato da minha campanha de D&D 4E ambientado no cenário de Tormenta.

- Sessão 00: Introdução à campanha

A MISSÃO

Atendendo a uma convocação do reino de Tyrondir, quatro aventureiros chegam até o porto do Vilarejo de Questor afim de se juntarem ao exército do Reinado para enfrentarem um possível avanço do exército goblinóide da Aliança Negra. Porém, os heróis primeiro precisam se provar  capazes. Para isso, primeiro precisam resolver alguns problemas locais do vilarejo...

OS HERÓIS

- Ikky Windfey. Meio-Elfo Híbrido (Bruxo/Lâmina Arcana)
- Sendril. Humano Battlemind
- Mhalgor El-Anor Drow Patrulheiro
-
Valéria Humana Clériga


A HISTÓRIA

1. Os heróis chegam de navio no Vilarejo de Questor, atendendo ao chamado às armas do reino de Tyrondir. O exército reúne os aventureiros afim de testar suas habilidades de combate. Os heróis enfrentam outro grupo de aventureiros em um combate não mortal. Os heróis vencem, mas é perceptível que precisam aprender a trabalhar em equipe.

2. Os oficiais ainda não confiam nas habilidades dos aventureiros e pedem para que eles busquem resolver algum problema local para adquirirem experiência de combate e a confiarem um nos outros. Os heróis aprendem que alguns pescadores locais não estão conseguindo subir o rio para capturarem seus peixes pois as embarcações estão sendo atacadas com alguma criatura de escamas brancas. Eles encontram um guia que os levam até próximo do local de onde houveram os ataques porém os heróis devem seguir o resto do caminho a pé. Durante o percurso, eles são atacados por alguns sapos gigantes que querem transformá-los em jantar.



domingo, 23 de outubro de 2016

CRÔNICAS DA TORMENTA - SESSÃO 00

Olá Mestres e jogadores de Dungeons & Dragons!!!

Este é um novo blog meu na qual pretendo dedicá-lo apenas a descrever minhas sessões de Dungeons & Dragons na forma de diários de campanha. Atualmente estou mestrando uma campanha de D&D 4E ambientado no cenário de Tormenta, porém sempre que eu iniciar uma campanha nova de D&D, independente da edição ou do cenário, irei descrever meus jogos aqui neste blog. Tentarei adotar um modelo semelhante ao que o Daniel Anand fazia ao descrever suas sessões de jogo no blog Rolando 20, na qual eu achei bastante agradável de se ler e acompanhar.

Nossa primeira campanha é intitulada CRÔNICAS DA TORMENTA.

A CAMPANHA

Crônicas da Tormenta é a nossa campanha de D&D 4E ambientada no cenário de Tormenta. Diversas liberdades foram assumidas em nossa mesa que diferem do material publicado oficialmente. Mas nada que mude o cerne do cenário bruscamente. Diversas classes e raças que existem no D&D 4E, por exemplo, não existem nos materiais publicados oficiais de Tormenta, mas em nossa mesa assumimos que tais elementos existam sim, e que sempre fizeram parte do mundo (exceto o nosso personagem drow, que decidiu ter mesmo vindo de outro mundo, hehehe).

Em nossa mesa, aceitamos tais mudanças para que o cenário não restrinja nossa diversão. Se um dos nossos jogadores adora personagens psiônicos, por exemplo, então que Arton tenha sim personagens psiônicos!